sexta-feira, 8 de agosto de 2014

50 Sombras de Grey - o Filme


Estreia no dia dos Namorados, 2015

Dar a palavra aos humoristas










Gosto muito de ler biografias, mas, por norma, fico-me por membros da realeza ou autores que já não estão entre nós.  No entanto recentemente dei comigo a ler a autobiografia de 3 humoristas britânicos (é raro ver televisão portuguesa, pelo que tomo conhecimento de pessoas que, de outra forma, nunca ouviria falar).


1 - A primeira autobiografia é "Bonkers - my life in laughs" da Jennifer Saunders (isbn13: 9780241967263, format: Paperback, Penguin). 
Conhecida do público português pelas séries "French and Saunders" e "Absolutely Fabulous", era, mais que a obra, a mulher em si que me fascinava.  Sempre que a via sem ser a encarnar um "boneco" ficava fascinada com o que dizia e a maneira que demonstrava ser.  E, apesar de ela ser uma comediante, não estava à espera de rir ao ler este livro.  Mas a verdade é que, quando cheguei à parte em que ela transcreve a sua participação num filme francês (depois de ter mentido e afirmado que dominava a língua) fez-me rir até às lágrimas...  Ainda bem que estava sozinha em casa!

Nota 4



2 - "Life and laughing - My Story" de Michael MccIntyre (isbn13: 9780141045672,  format: Paperback, Michael Joseph)
Se não conhecem o humor de Michael McIntyre, desafio-os a pesquisá-lo no Youtube...  e a verem só um clip!  A primeira vez que o fiz (uma noite em que o sono teimava em não chegar) às 6h da manhã ainda estava a rir, feita parva, em frente ao ecrã do computador.  Mesmo nas entrevistas que dá, Michael McIntyre consegue sempre fazer-me rir (experimentem a ida dele ao Top Gear).  Decidi ler a sua autobiografia para conhecer um pouco mais do homem por trás da comédia.  Gostei do livro, que é uma janela aberta para a sua vida e para as dificuldades que teve de ultrapassar antes de atingir o sucesso.  Michael dá esperança a todos os sonhadores!

Nota 4



3 - "Is it Just Me?" de Miranda Hart (isbn13: 9781444734164, format: Paperback, by Hodder & Stoughton).
Miranda Hart é uma humorista que aposta no humor à antiga (físico e baseado na sua natural falta de jeito - para a qual o seu metro e oitenta ajuda bastante), para arrancar gargalhadas ao público.  Deu, também, mostras da sua capacidade mais dramática com o seu papel em "Call the Midwife".  O livro é escrito em formato de diálogo entre a Miranda do Presente e o seu "Eu" Passado...  A sua aprendizagem ao longo dos anos, a sua evolução e os seus conselhos...

Nota 3

segunda-feira, 26 de maio de 2014




ESTOU NUA, E AGORA?
de Francisco Salgueiro
 
ISBN 9789897411595
 
Quantas vezes acordamos com vontade de mudar de vida? Deixar para trás os mesmos lugares, as mesmas pessoas, a relação que não vai a lado nenhum?
 
 
Alex, uma nova-iorquina, vive uma vida perfeita: acabou o curso e tem um emprego garantido. Está prestes a cumprir os sonhos que desenharam para ela. Mas um desgosto de amor leva-a a viajar pelo mundo. Precisa de se conhecer melhor e ultrapassar os seus medos.
Da Tailândia ao Brasil, da Austrália a Marrocos, faz Couchsurfing dormindo em colchões, beliches, camas limpas, camas sujas, parques públicos – até em casa de Francisco Salgueiro dormiu , em Lisboa.
Nudismo, algum sexo, ilhas paradisíacas, jantares românticos, protestos de rua, festivais no deserto, um encontro com Nelson Mandela, mulheres que disparam bolas de ping pong das suas zonas íntimas – tudo isto faz parte desta história real passada nos sete continentes, ao longo de um ano, que representa tudo aquilo que gostaríamos de fazer.
Há pessoas que cometem erros por se acomodarem e outras que cometem erros por tentarem. A Alex preferiu errar tentando. E vocês?
Um convite aos adolescentes e jovens adultos a tomarem as rédeas da sua vida e a partirem à descoberta do mundo!




Sobre o autor
Francisco Salgueiro. Sócio da primeira empresa portuguesa de assessoria mediática e digital de celebridades, Naughty Boys. Fotógrafo premiado internacionalmente. Autor de doze livros publicados pela LeYa/Oficina do Livro, incluindo os bestsellers Homens Há Muitos e O Fim da Inocência.

O Dia a Dia na Livraria






Julgo que já aqui referi que, para além de bibliófila, sou Livreira de profissão (erro crasso...  ainda os livros não saíram do camião e já eu os estou a por de parte para comprar).  E se, por vezes, os clientes da livraria têm saídas que nos fazem (sor)rir, outras há que só nos apetece despir o uniforme e responder-lhes como merecem.  Felizmente, há situações em que conseguimos responder-lhes à letra sem ter de despir o colete...



Há uma senhora que vai frequentemente à loja e que tem a mania de "olhar de cima" para os funcionários. Um dia, estava eu a atendê-la, e ela sai-se com esta:

- Estou à procura de um livro da Jane Austen, em inglês, para a minha neta. Ela é uma menina de 12 anos, mas muito culta para a idade. Mas você não me pode ajudar, porque não percebe de clássicos... O pior é que não me lembro do título... Só que é a história de duas irmãs.

Ora, para além de ser de Línguas e Literaturas Modernas, sou também, como criança culta que fui, fã da Jane Austen desde a infância, tendo lido (e relido) todos os seus livros várias vezes... Claro que só podia responder de uma forma:

- Julgo que está à procura do Sensibilidade e Bom Senso, ou Sense and Sensibility, a história de Elianor e Marianne Dashwood e dos seus amores conturbados com Edward e Willoughby.

A senhora abre muito os olhos e comenta:

- Ah... Conhece?

Não... Pedi a ajuda do público!

segunda-feira, 3 de março de 2014

Excelente Colecção

Se, como eu, adoram os clássicos, recomendo esta colecção, da editora Civilização, que recupera muitos dos grandes nomes da Literatura.  Os livros são todos de capa dura e com preços super simpáticos (entre 7,99€ e 10,99€).

 





























terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Não Berres Comigo, Pai!



 
 
Não Berres Comigo, Pai!
de Moni Port, Philip Waechter
Editor: Livros Horizonte
ISBN: 9789722417419
 
 
Sinopse:
 
O pai da Helena não sabia falar normalmente. Tudo o que dizia saia-lhe da boca aos berros. A Helena estremecia mas, só por dentro. Até que um dia tomou uma decisão que deixou o pai mudo e calado. Ou quase.... Uma história que mostra como às vezes, muitas vezes aliás, os filhos também podem ensinar os pais.
 
 
 
Este Livro tem uma boa ideia por trás:  a ideia de que todas as crianças podem ensinar algo aos Pais.  Mas, infelizmente, as notas positivas acabam aí!
Talvez eu seja "picuinhas", mas a verdade é que não me parece uma boa ideia escrever um livro para crianças no qual a personagem principal, uma menina, farta do Pai só saber falar aos berros, decidir fugir de casa e pedir guarida em casa de desconhecidos enquanto os Pais, preocupados, andam à sua procura e só a encontram quando, muito depois, vêm um anúncio a um concerto em que ela vai tocar.  Bem sei que livros são ficção, mas como explicar a uma criança de 4 ou 5 anos que, apesar de no livro esta ser uma boa ideia e de, no fim, tudo correr pelo melhor, que NUNCA se deve fugir de casa e MUITO MENOS pedir abrigo a pessoas que nunca se viu na vida???

Péssima ideia para uma história infantil!


Nota 1

sábado, 26 de outubro de 2013

As 50 Sombras de Christian Grey...



Para as meninas que gostam da trilogia "50 sombras", aqui fica uma foto do actor que foi, esta semana, contratado para o papel de Christian Grey...   Que me dizem?

(para quem viu a primeira série do "era uma vez...", é o actor que fazia de huntsman/xerife)